Maria José Chiaradia dos Santos

Pedras de São Bento

O acidente geográfico em pedras,
É uma marca do Brasil,
Arte original da natureza,
Entre tantas outras mil...

A Pedra do Baú

Nas proporções a Baú é a Pedra “Rainha”,
Bauzinho e Ana Chata são as “Princesas”,
Cada qual com características próprias,
Esnobam suas diversidades em belezas.

As inéditas saliências na serra,
Formam o mais interessante troféu,
Elevado perto de Deus,
Coroadas pelo anil do céu.

A Pedra do Baú, no passado, Monte Barão,
Tem grande toca na base sul,
Onde continua guardando curioso segredo,
Rachadura no piso de profundidade infinita,
Lugar de perigos e muito medo.

Cheia de mistério essa rachadura,
Não é buraco feito por tatu,
Parece ser um medonho sumidouro,
Ligando o lençol freático a Pedra do Baú.

Possui chaminé vinda das profundidades,
Expedindo um fluído úmido e gasoso que sufoca,
Prejudica o som, a luz e o ar respirável,
Em parte da vasta toca.

A belíssima Pedra do Baú,
Vista do bairro da Lagoa,
De estrutura avantajada retrata,
A aparência poderosa de uma forte leoa.

A Pedra do Baú no passado tão referenciada,
Já teve seu período de apogeu,
Hoje!... Ora Seja!... Lá imóvel está,
Como que nada sofreu.

Tornar as pedras acessíveis à escalada,
É mérito de Dr. Luiz Dumond Villarez,
Amante da natureza e dos desafios,
Esmerou-se nos serviços exemplares.

O passar dos tempos deixaram rastros,
De perdas não mais restituídas e progresso,
Ganhando boa melhoria,
As vias transitáveis de acesso.

Foi muito triste o que aconteceu com a casa equipada no Pico,
Uma obra feita de esforços tão generosos,
Ter sido destruída com muito sarcasmo,
Por estudantes paulistanos criminosos.

Nós, filhos deste chão vibramos,
Com o conforto das qualificadas construções,
Porém, malvados visitantes,
Demoliram as confortáveis acomodações.

“Por onde andam esses malfeitores?
São gente do Bem ou pervertidos?
Continuam com práticas de ações de baderneiros?
Já são mortos ou estão vivos?...”

Indignada com as destruições clamo por justiça,
Pelos procedimentos desses estrupícios,
Que doa a consciência deles,
Nos momentos bem propícios.

Ainda que tantas calamidades cometidas,
Não houve quebra do desfrutar,
Os amantes do montanhismo,
Lá afluem para escalar.

A Pedra do Baú tem guardião que não se vê, o “ECO”,
Dono da onda de som forte,
Repetem felizes as vozes dos visitantes,
Desejando-lhes boa sorte.

No trajeto rumo às alturas,
Com perdas de energias para avançar,
Os escalantes são vaiados pelos pássaros,
Alegres em bando a voar.

Vencida a escada de arcos,
A pessoa eleva o pensamento em Deus!...
Por tantas belezas na Obra da Criação, o “PLENO AUTOR”,
E também é seu PAI e seu SENHOR. Amém!.

Bairro Paiol Grande

Paiol Grande mundo que Deus me deu,
Meu berço abençoado de criança e meninice,
Sai pros estudos e trabalho sustentável,
Com alegria estou de volta vivendo a velhice.

Bairro do Paiol Grande,
Contorno de Serras ali e aqui,
No município paulista,
De São Bento do Sapucaí.

As Pedras Lajens,
No alto da Lagoa,
São fortes muros de arrimo,
Cercando terra boa.

São duas enormes pedras,
De aparências quase iguais,
Sustentam montanhas nas costas,
Matas e animais.

A Pedra do Baú,
Face norte é paioleira,
Grande arranha céu,
Em rocha brasileira.

Moldada com arte pela natureza,
De porte imponente e majestoso,
Avantajada pedra do país,
De postura graciosa.

Mais baixa a Pedra Bauzinho,
Grudada nos pés da Pedra do Baú,
Rasteira lá na serra,
Como as serpentes da espécie urutu.

Na lenda foi a Silvané,
Moça de uma beleza privilegiada,
Por alimentar um amor proibido,
Caiu debruço petrificada.

Plantada na mata nativa,
A estátua da Pedra Ana Chata,
Monumento da escalada cavernosa,
Por gente aventureira inata.

São lascas de pedras que se aderem,
Formando um corpo encocorado,
Possui um vão aberto no sentido obliquo,
Com pontos de gargalo apertado.

Belas pedras são vistas,
Numa estampa genial,
Desafiando corajosos alpinistas,
De nosso território nacional.

Uma pista na montanha,
Acaricia o céu anil,
Rampa de vôo livre,
Esporte praticado no Brasil.

No Toldi água a brilhar,
Cai em brusca cascata,
Corre, rola e canta,
Na correnteza de prata.

Uma parte dessa corrente do Ribeirão,
Abaixo é canalizada,
Para abastecer a zona urbana,
Com boa água tratada.

Linda Cachoeira dos Amores,
Precioso presente da natureza,
Admirá-la é emocionante,
Contém encantadora beleza.

O Acampamento do Paiol Grande,
Criado em 1946 por Dr. Luiz Dumont Villares,
Fundação de caráter filantrópico e educacional,
Para assistir estudantes em férias escolares.

Segundo informação foi o primeiro Acampamento no Brasil,
Funcionando sob a administração dos padres oblatos de Maria Imaculada,
Com atividades de esporte e lazer em meio à natureza,
Práticas diárias de forma instrutiva e equilibrada.

Alunos e alunas vindos de vários lugares,
Nas temporadas de verão e inverno,
Se juntaram como novos colegas e amigos para a vida,
Numa troca recíproca de amor próprio fraterno.

O Acampamento no exercício de seus propósitos,
Compôs e movimentou seu capital,
Empregando número razoável de pessoas,
Com benefícios mútuos conforme seu ideal.

Paiol Grande na Estância Climática,
São Bento na matriz o padroeiro,
Abençoa os filhos e visitantes,
Do grande ninho paioleiro.

A Pedra Bauzinho

A Pedra Bauzinho debruço olha a Pedra do Baú,
Cobrindo um trecho de montanha,
Em posição de permanente descanso,
Apoia na vegetação suas entranhas.

Do conjunto é a mais acessível na escalada,
Vai-se de veículo até o lugar muito gostoso,
Daí segue a pé 100 metros de trilha acima,
Já alcança o rochedo comprido e sinuoso.
A sensação da passada do solo,
Para a Pedra do Bauzinho,
É como atravessar uma pinguela,
Encontrada no caminho.

Com harmonia a Pedra Bauzinho,
Nos pés da Pedra do Baú grudada,
Debruçada no topete serrano,
Tem no seu dorso passarela incrustada.

Percorrer esse rochedo roliço,
É disposição do admirador,
Para visualizar o cenário dos feitos,
Na maquete de Deus Criador.

A Pedra Ana Chata

Sozinha e mais distante a Pedra Ana Chata,
É formada por lascas acomodadas,
Abre num corredor estreito que adentra a rocha,
A sua escalação é a mais forçada.

A montanha pétrea da Pedra Ana Chata,
Com sua fresta num contínuo oco,
Furo aberto na posição obliqua,
Via de transito da base ao topo.

O rústico vão forma uma caneleta interna,
De partes naturais e outras adaptadas,
Mais larga aqui, afunilada lá,
Usado por morcegos como morada.

Subir pela garganta da Pedra Ana Chata,
Requer muito ânimo para escalar,
Se a ida é cheia de dificuldades,
A volta tem mais peripécias de assustar.

Chegar ao cume da Pedra Ana Chata,
Pela trilha cavernosa é fascinante,
- Você!... É o artista no palco agreste,
E a vegetação!... É a plateia exuberante.

Pedras Lajens

As Pedras Lajens emolduram a Lagoa,
Abrigam o grande tesouro,
Vistos por alguns privilegiados,
A misteriosa tocha da mãe do ouro.

A Pedra Lajem Curva,
Fincada na vertente,
Nas tardezinhas de inverno,
Tapa o sol poente.

A Pedra Lajem Pluma,
Do seu lado faceiro,
É um grande penhasco,
No bairro paioleiro.

O município de São Bento do Sapucaí,
Tem conjuntos de montanhas de pedras,
Graciosas... Estão acima e diante dos nossos olhares,
Como motivos desenhados numa cortina de pregas.

As lindas festanças de outrora,
Hoje não acontecem mais,
Por falta de alojamento e continuadores,
Com o entusiasmo e boa vontade de nossos avôs e pais.

Na Serra da Mantiqueira,
Permanece o grande carrossel,
Composto pelas Pedras do Baú, Bauzinho e Ana Chata,
Rainha e as Princesas do maravilhoso painel.

Ainda bem pequena,
Aprendi as criaturas pétreas amar,
Este sentimento é como uma sombra,
Pois vivo com elas a sonhar.

Acordada ou repouso,
Tenho sempre a bela visão,
Deste chão querido onde nasci,
Terra que amo com orgulho e gratidão.

Amigos

Amigos são anjos do bem,
Procedendo como samaritanos,
Socorrem o necessitado,
Seja quem for o ser humano.

Em Deus somo irmãos,
Pois, Ele nos deu o sopro da vida,
Maior dom que recebemos,
Durante toda a nossa lida.

Feitos à imagem e semelhança,
Do pai, Deus criador,
Infundido nos seres humanos,
Espírito Imortal, respeito e amor.

No decorrer da nossa existência,
Por vezes nos sentimos,
Fracos, pobres, correndo perigos,
Tal como uma criança desprotegida,
Ocasiões estas que conhecemos os amigos.

O amigo não explora,
Nem pede recompensas,
E sim, favorece os sucessos,
Alegra-se com o beneficiado,
Incentivando o seu progresso.

Os amigos são nossos correspondentes,
Ligados estão por perto,
Apreciam as decisões tomadas,
Indicando os seguimentos certos.

Amigos têm o poder de agregar valores,
Ativando no indivíduo as virtudes,
Base para uma boa formação,
Com o descarte de vícios prejudiciais a saúde.

Deus, Pai amoroso e justo,
Nunca faz distinção,
Dá aos homens e mulheres livre arbítrio,
Para seguir escolhendo a direção.

Nessa caminhada da vida,
Temos uma série de encontros,
Pessoas habilidosas, coerentes e amigas,
Um povo formado por:
- Você
- Eu e
- Outros

© 2019 - Prefeitura Municipal de São Bento do Sapucaí - SP

Desenvolvido por FLIP COLOR

Turismo em São Bento do Sapucaí Vídeo Pt. 2

 
 

×
Turismo em São Bento do Sapucaí Vídeo Pt. 1

 
 

×
Trilha Ecológica RIO VIVO – Ana Chata e Bauzinho

 
 

×
Branca Tirana, por João Mulato e Douradinho e Grupo Novos Araçás

 
 

×
Programa Sincovat – 25/02/2013

 
 

×
Bairro do Cantagalo

 
 

×
Gula e Cia – Chocolate D’Viez

 
 

×
Coração Bento do Sapucaí

 
 

×
Slides

 
 

×
GoPro

 

×
Turismo - Base Comunitária

 
 

×
Congada - Dona Luzia

 
 

×
AVISO - Webmail

Leia com Atenção!

Devido ao vírus que atacou diversos computadores do mundo todo nessa última sexta e sábado, peço que você usuário do Webmail da Prefeitura Municipal de São Bento do Sapucaí siga as seguintes instruções antes de entrar efetivamente no nosso Webmail:

1 – Verifique se seu antivírus está com as definições atualizadas;
2 – Ao entrar na sua caixa de e-mail NÃO ABRA NENHUM E-MAIL ainda;
3 – Vá para caixa de Spam e apague todos os e-mails;
4 – Volte para a Caixa de Entrada (mas ainda NÃO ABRA nenhum e-mail);
5 – Na Caixa de entrada, com muita atenção e cuidado vá apagando os e-mails de remetentes desconhecidos, os que estão em outro idioma, de propaganda, de bancos, etc. Ou seja, só deixe e-mails que você realmente confiar;
6 – Faça esse procedimento para os e-mails que chegaram desde o dia 10/05, 6 dias atrás;
7 – Não baixe nenhum arquivo anexo que seja estranho.

Acesse o webmail no botão abaixo e siga as instruções explicadas. Obrigado!

Secretaria de Administração

Acesse o Webmail
×