(12) 3971-6110

ZÉ PEREIRA

Zé Pereira – folclore vivo nos carnavais sambentistas

“Olha o Zé Pereira, com a faca na jibeira”…Com bumbos e tambores, esse refrão era cantado para avisar que o Zé Pereira estava passando nas ruas da cidade e o tempo do carnaval estava chegando. E, em São Bento, carnaval sem o Zé Pereira não é carnaval.

A tradição dos bonecões nas danças e brincadeiras carnavalescas veio da Europa em séculos passados, porém, por aqui temos pesquisas e narrativas de que esta simpática figura do Zé Pereira já estava presente após alguns anos de fundação da cidade. A coletânea dos “Dados Históricos de São Bento do Sapucaí”, de Fátima Machado, registra o relato da já falecida dona Maria do Rosário que fala “de um tal de Chico Minas, vindo de Brazópolis”. Ele era alto que chegava a quase 2 metros, magro e desengonçado. Chico Minas teria sido, de acordo com o relato, o modelo para a confecção do primeiro Zé Pereira sambentista.

Já Seu Expedito Folheiro diz lembrar, desde a sua infância, em meados da década de 1930, dos tambores pela cidade anunciando o Zé Pereira, na época um único boneco. Outra curiosidade relatada, é que na terça-feira de Carnaval as pessoas levavam o bonecão até a ponte da saída para o Sul de Minas e o jogavam no rio Sapucaí, simbolizando o fim das festividades de Momo e o começo da Quaresma.

Quem foi a primeira pessoa que confeccionou o boneco no município não se sabe exatamente. Referencia-se o nome “Zé Franco” ao possível pioneiro. Mas sabe-se que os irmãos João e Antônio Cortez – os mesmos que conquistaram o topo da Pedra do Baú – não ficaram na história do município somente pela conquista da rocha, mas também por serem artífices do bonecão Zé Pereira. Mais tarde passou-se a maestria da confecção de bonecos para o filho de seu Antônio Cortez, Bento Cortez.

Os bonecos antigos eram feitos com barro de olaria (que servia de molde para a face do Zé Pereira) e depois de bem seca começavam a cobrir com pedaços de jornais com grude de feito de farinha de trigo até ficar com uma textura relativamente forte. Para a pintura, usava-se tinta em pó com clara de ovo para dar brilho. O corpo do boneco tinha uma armação de jacá de bambu e suas mãos eram feitas de areia revestidas com napa.
O tempo foi passando e o Zé Pereira se consolidava cada vez mais como atração principal do carnaval sambentista. Mais recentemente, a confecção dos bonecos e a organização dos roteiros pela cidade passaram a ser e responsabilidade da Prefeitura Municipal.

Em meados de 1990 os bonecões foram refeitos, sob a orientação do funcionário público, artista plástico e artista amador de Teatro, sr. José Vicente da Silva. Os bonecos passaram a ser feitos em blocos de isopor de 50 centímetros de espessura esculpidos com um punhal. A técnica de esculpir isopor fora aprendida com Bento Cortez. Já na feitura do corpo substituiu-se o jacá de bambu por uma estrutura de ferro fino, mais resistente, e por uma tela de plástico. Além disso, colocou-se correias de couro para que os candidatos a entrar nos bonecos pudessem ter mais controle e segurança ao carregá-los.

Em 1994 foi confeccionado o “Pereirinha Filho”, chamado de “Kiko”. E em 1996 a “família Zé Pereira” ficou completa, com a confecção da “Mariazinha”.
Por gerações, o tradicional folclore carnavalesco dos bonecões que chegam até 4 metros de altura, carregam multidões de crianças, jovens e adultos pelas ruas da pequena cidade de São Bento do Sapucaí. Através do cortejo festivo, marcado por batidas animadas e jatos de sprays de espuma e de água, todos são convidados a se divertir no carnaval da “Família Zé Pereira”.

Walkyria Ferraz

Fmpt, sbs, 30/05/2015

© 2016 - Prefeitura Municipal de São Bento do Sapucaí - SP | Desenvolvido por FLIP COLOR

Turismo em São Bento do Sapucaí Vídeo Pt. 2

 
 

×
Turismo em São Bento do Sapucaí Vídeo Pt. 1

 
 

×
Trilha Ecológica RIO VIVO – Ana Chata e Bauzinho

 
 

×
Branca Tirana, por João Mulato e Douradinho e Grupo Novos Araçás

 
 

×
Programa Sincovat – 25/02/2013

 
 

×
Bairro do Cantagalo

 
 

×
Gula e Cia – Chocolate D’Viez

 
 

×
Coração Bento do Sapucaí

 
 

×
Slides

 
 

×
GoPro

 

×
Turismo - Base Comunitária

 
 

×
Congada - Dona Luzia

 
 

×